#camilaorganiza: minha história com a organização

Acho que virei a louca do TOC quando o assunto é arrumação e organização. Na verdade, acho que essa mania é hereditária. Minha mãe sempre amou uma faxina bem feita, cada coisa no seu devido local, casa sem poeira e arrumada (mãe é mãe, né?). Enquanto eu, em pequena, era o caos do lar, minha irmã era o oposto: neurótica com armário limpo, roupas dobradas, calcinhas arrumadas do jeito perfeito, sandálias no sapateiro. Nada fora de ordem.

Eu tinha um verdadeiro PAVOR chamado “arrumar meu quarto” e era a maior acumuladora da história (depois da minha avó paterna, claro!). Guardava desde desenhos dos meus 4 anos de idade, crachá de colégio, carteirinha da biblioteca, recorte de jornal sem significado, todas as tarefinhas da escola, pinturas das minhas mãos e dos meus pés em criança, caixa do meu 1º celular (oi?). Deixei por anos, em uma gaveta, todos os meus livros de ensino médio (até química, que nunca usei na vida), todas as provas, boletins e lembranças do colégio. Confesso que, até hoje, tenho a minha lembrancinha da maternidade, da 1ª eucaristia e o convite do meu primeiro ano de vida!

Quando meus pais se separaram, minha mãe e minha tia dividiram todas as fotos minhas e de Marcela para que, quando casássemos e/ou tivéssemos nossa própria casa, pudéssemos levar tudo direitinho e devidamente organizado para nossa casa. Naquele mesmo final de semana, Marcela já colocou as fotos em ordem cronológica e em álbuns novos, zerados de poeira. As minhas fotos? Estão até hoje (vale salientar: limpinhas, organizada por ano e evento) numa caixa que fica embaixo da minha bancada. Nunca tive coragem de mexer ali e colocá-las nos álbuns definitivos. Digo que vou arrumar e… só enrolo! Fico adiando e adiando. O tal dia nunca chega.

Mas, juro, eu melhorei. E como melhorei! Acho que só em 2016 criei coragem e assumi que era uma vergonha uma menina de 16 anos não conseguir arrumar o próprio quarto. Tirei sacolas e mais sacolas de papéis desnecessários. Doei roupas que eu guardava desde a 5ª série do fundamental! Vendi, troquei e doei livros. Só deixei aquele material de estudo que realmente poderia vir a utilizar algum dia. Foram-se as provas, os desenhos aleatórios e sem significados, as roupas que não serviam mais no meu corpo, os recortes de revista totalmente inúteis. Limpei cada gaveta, cada prateleira e nicho do meu armário (a 1ª arrumação foi com as experts: minha mãe e minha irmã). Mandei consertar o que estava quebrado. Comprei caixas organizadoras para separar minhas coisas em seções. Coloquei documentos em pastas.

Micaela Góes, a rainha da organização, tem dois programas maravilhosos no GNT: “Santa Ajuda” e “Chama a Micaela!” Vale a pena assisti-los!

Hoje, “o vírus” do TOC de limpeza tão característico da minha família me picou. Depois de anos tirando onda da minha mãe e de Marcela (minha irmã) por serem viciadas em Micaela, do Santa Ajuda, programa do GNT, virei a louca da organização. Amo Micaela e suas dicas precipsas. Até limpar o ventilador, com mais frequência, estou limpando. E, sabe de uma coisa? Descobri que isso tudo me faz tão bem. Me sinto mais leve, fico menos estressada e aprendo a não acumular tarefas!

Troco as coisas de lugar, penso em novas formas de arrumar meu armário, limpo e reorganizo a decoração do quarto. A cada “faxina”, me renovo. Sou doida para ler o livro “O poder do hábito”, porque, de fato, quando se cria um hábito, uma rotina ou um estilo de vida, tudo aquilo que antes fazia “na marra”, você passa a fazer no automático e/ou por prazer.

Se eu pudesse te dar 5 dicas básicas para começar a ter um ambiente mais organizado (seja seu quarto, a sala, cozinha ou home-office), eu diria:

  • Não deixe para depois: viu a bagunça se instaurando em um local, então, corra pra arrumar tudo logo!
  • Não acumule: nada de empurrar todo o caos do seu quarto para dentro de uma (ou mais!) gaveta(s). Eu fazia isso direto, mas garanto que ela vai virar tua maior inimiga da vida! Só de olhar a gaveta do caos, você já vai ficar entrar em pânico.
  • Limpe com frequência! Tente sempre passar um paninho nos móveis, pois poeira é algo que sempre vai marcar presença no ambiente! Quanto mais poeira, mais alergia! Uó.
  • Deixe o que você utiliza com frequência em locais mais acessíveis. As lembranças e recordações (que você só olha umas 2x por ano) podem ficar dentro de caixas ou sacos plásticos, assim você evita o acúmulo de poeira. Aquilo que você só utiliza de vez em quando podem ficar em prateleiras não tão altas ou dentro de gavetas.
  • Organize tudo em seções. Se tem várias gavetas, setorize. Exemplo: 1ª gaveta para materiais de papelaria, 2ª para fios, pen-drive, adaptadores, carregador de celular, notebook…Estou tentando trazer a organização para outras áreas da minha vida, como, por exemplo, para o blog. Tudo é um processo. Hábitos não são criados de um dia para o outro, portanto, persista!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *