Camila Petribú

Sim, eu parei de estudar e saí do colégio – PARTE 1

Em: Aconteceu Comigo

Oi, tudo bem? Meu nome é Camila Petribú e eu preciso contar um fato sobre mim: eu, quando estava no 2º ano do Ensino Médio (2013), decidi parar de estudar e saí do colégio. Sim, eu PAREI DE ESTUDAR. Sim, eu não concluí o colégio de forma regular e, sim, eu já me culpei MUITO e já tive MUITA vergonha em admitir isto. Digo sempre a todos que vivi uma experiência nem melhor nem pior quando comparada a dos meus amigos (e a de tantos outros adolescentes) que terminam, de maneira normal (diga-se “regular”), o ensino médio, digo que vivi, apenas, uma experiência DIFERENTE.

Nem melhor nem pior, apenas, diferente.  

Depois de anos de vergonha, medo, incerteza, dúvidas, dúvidas e mais dúvidas, resolvi criar coragem e falar abertamente do assunto. Na época, foi difícil pra caramba e eu sofri muito, mas vejo o quanto aprendi com o sofrimento. Não quero, de forma alguma, incentivar os adolescentes a tomarem esta atitude, até porque, ainda hoje queria que o meu caminho tivesse sido outro: mais tranquilo ou até tumultuado por conta do estresse das provas e dos vestibulares, mas queria ter vivido, no Ensino Médio, como uma adolescente “normal”.  Eu, simplesmente, não acordei um dia e disse “Ah, hoje é um ótimo dia pra se largar os estudos”. Parei de estudar porque meu corpo e minha mente precisavam e vou explicar o porquê, mas teve, sim, um motivo e todo um contexto para que isso acontecesse.

 Quero falar deste assunto publicamente porque, hoje, vejo que, por mais que façamos planos para a nossa vida, nem sempre as coisas saem como queremos. A vida surpreende, machuca e, também, fortalece. Se tudo aparenta estar dando errado, respire, viva e, uma hora, tudo volta aos trilhos. Às vezes o caminho que queremos seguir nem sempre é o melhor para nós. Nem tudo está perdido, vá por mim!

Dividi o texto em partes e, aos poucos, postarei aqui no blog! Continue lendo “Sim, eu parei de estudar e saí do colégio – PARTE 1”

Camila Petribú

Cagadas Fenomenais

Em: HA-HA-HA uma dose de alegria!

Acredito que esta seja a crônica mais esperada pelos meus amigos do curso de Jornalismo. Eu não nego, pelo contrário, tenho orgulho em dizer que o meu assunto preferido da vida é cocô! Escrevi Cagadas Fenomenais também em 2012 e, na época, fiquei “famosa” no colégio. Era conhecida como “a menina do cocô” (mas gostei do título, tá? Podem me julgar, eu deixo!). Amo falar sobre caganeiras, porque TODO MUNDO tem, ao menos, uma história de cocô para contar e, na maioria das vezes, não a compartilha por pura vergonha! Cocô ainda é, querendo ou não, um tópico evitado nas conversas em família (não na minha! Beijo, família! Amo vocês!), nos bares, na escola… Esta crônica reúne algumas das inúmeras histórias de cocô que já ouvi por aí! Ah, nenhuma história é minha, tá? (Eu juro hahahha) As minhas histórias eu conto depois, prometo! Afinal, eu (desculpem-me pela expressão) cago, tu cagas, ele caga, nós cagamos, vós cagais e eles cagam também! Preparado pro “rebuliço” na barriga? O assunto de hoje é MERDA (literalmente!).


Continue lendo “Cagadas Fenomenais”